Economia

Em tempos de ajustes financeiros e reorganização estatal, o governador Ronaldo Caiado mostra seu compromisso com o Estado de Goiás ao ter coragem de promover uma reforma administrativa ampla e significativa, tendo como objetivo reduzir cargos em comissão, ajustar estruturas e funcionamento administrativo, além de fomentar o desenvolvimento econômico sustentável, capaz de oferecer ao cidadão goiano serviços modernos e de qualidade, economia nos gastos públicos e uma gestão voltada para a ética e fomento organizacional.

A taxa de desemprego no Brasil fechou em 12,4% nos três meses até fevereiro, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (29). O percentual está acima dos 11,6% registrados nos três meses até novembro. Projeção da Bloomberg para a taxa de desemprego era de 12,5%.

O governador Ronaldo Caiado iniciou, na última quarta-feira, dia 09, uma série de visitas e articulações em pastas estratégicas do governo federal para buscar alternativas que viabilizem o socorro fiscal ao Estado de Goiás.

Secretário vai buscar união de forças com o setor privado e setores acadêmicos para suporte no desenvolvimento tecnológico.

Pressa, longas filas e falta de planejamento põem em risco finanças dos consumidores; 55% esperam promoções relâmpagos e 22% aguardam segunda parcela do décimo terceiro; 54% querem se auto presentear no Natal deste ano.

Mais da metade dos entrevistados sabe pouco ou quase nada sobre seus rendimentos, enquanto 45% ignoram valor das contas básicas, como água e luz. Perda do emprego, queda na renda e compras por impulso são maiores responsáveis por atrasos no pagamento de dívidas.