Versão Digital

Regional-Centro-Oeste---logo-nova
Brasil

Por 39 votos contra 26, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), recomendando que a Câmara não autorize o Supremo Tribunal Federal a processar o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), com base na denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, e o líder do governo no Congresso, André Moura, e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, também participam da reunião deste domingo, 8, no Palácio do Jaburu.

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (4) o texto-base para criar mais um fundo público para financiar os candidatos. Falta ainda a votação dos chamados "destaques", que são tentativas de alteração no texto, ainda nesta quarta. Após isso a proposta segue para a sanção de Michel Temer.

Debate segue arrastado na Câmara dos Deputados e no Senado. Para ter validade em 2018, as mudanças na legislação precisam ser sancionadas até sexta-feira (6).

A segunda denúncia contra o presidente Michel Temer não deve ser "fatiada" pela Câmara dos Deputados. No mesmo processo em que o peemedebista é acusado, pela Procuradoria-Geral da República (PGR), de obstrução de justiça e organização criminosa, constam os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral.

Presidente ignorou denúncias da PGR, desaprovação do seu governo por parte da população e crise econômica.

<< Início < Anterior 1 2 Próximo > Fim >>
Página 1 de 2